domingo, 1 de agosto de 2010

FACEBOOK e qualidade dos relacionamentos virtuais...

Há muito tempo este tema me incomoda.

Minha caixinha de “e mail” vive praticamente abandonada, se eu descontar a publicidade e aquele monte de "correntes" que todo mundo recebe todo dia...


Temos os mensageiros instantâneos, gente interessante, mas sem tempo e/ou sem vontade de um diálogo mais próximo e dirigido...


Mais recentemente, recebi alguns convites para aderir ao FACEBOOK.

De gente conhecida, sim, estimada também, mas com quem não troco uma palavra há meses – seja por telefone, por “e- mail”, no mensageiro eletrônico e muito menos pessoalmente.


Então, não vejo muito sentido em aderir ao FACEBOOK, mais para ser um número na lista de supostos “amigos” destas pessoas.


Sem contar o velho problema – ao notar qualquer falta de atenção, acabamos ainda mais tristes. Talvez isso não aconteça com todo mundo; digo só por mim!


Por outro lado, eu mesmo tenho tido pouco tempo para ler, para escrever, para mim mesmo e para os entes queridos que realmente possam me levar em conta.


Logo, não teria como dar a merecida atenção a todos os meus "amigos" do FACEBOOK!


E, a propósito, em meio a este tipo de reflexões e a estes convitezinhos, encontrei no blog do Nassif um texto, nem tão relevante, mas cuja proposta é debater justamente sobre a qualidade dos relacionamentos virtuais; ou melhor, a falta dela!


Para quem quiser ler e eventualmente comentar, temos:





Nenhum comentário: