quarta-feira, 25 de novembro de 2009

GNU LINUX É TUDO DE BOM!

Uso GNU Linux há aproximadamente dois anos (atualmente, Mandriva 2010 e Ubuntu 9.10), e o outro $i$tema não me faz, absolutamente, nenhuma falta.

Para muitos, que usam predominante GNU Linux, o Ruindow$ virou um terminal de jogos, que é uma das poucas coisas em que ele ainda supera o GNU Linux.

Quanto à gratuidade ou diferença de preço entre os sistemas, não há muito mais o que falar, pois para tentar manter o pessoal algemado, a malsinada corporação faz acordo com o setor público, com a Dell e outros, por precinho bem pequenininho… No mais, a maioria das máquinas de usuários domésticos roda com “cópias não autorizadas”, porque, se fosse para pagar mesmo, claro que muito mais pessoas já teriam migrado para o Linux.

Windows é bom para fabricante de hardware, pois demanda mais memória, mais processador…

Windows é bom para fabricantes de software proprietário (AutoCad, Photoshop, etc), que usa a mesma lógica, segundo a qual arquivo criado em versão mais recente não pode ser aberto por programa de versão anterior, o que demanda novas aquisições, novos desembolsos aos consumidores, nem sempre justificado pelas melhorias apresentadas (às vezes mais "cosméticas"); fora a pirataria, claro!

Window$ é muito bom para o interesse de maus políticos, que compram máquinas com software proprietário para fazer aquilo que poderia ser feito com software livre (aliás, o povo que gosta tanto de comparar ESTE PAÍS com os ditos “desenvolvidos” deveria verificar que na Holanda, Noruega, Finlândia, apenas para ficarmos em alguns exemplos, nenhum "governo sério" faz isso!).

Window$ é ruim para o meio ambiente (ouça Madog e saberá que, se for feita a verdadeira inclusão digital no país, precisaremos de milhões de máquinas leves ou de geração de energia equivalente a uma nova Itaipu)

Window$ é ruim para a cabeça e para o espírito do usuário, que fica apenas clicando, é dispensado de pensar e proibido de saber minimamente o que ocorre em sua máquina, que volta e meia precisa ir para o “técnico”, para “limpeza geral” e reinstalação ou “atualização de software”, já que com tanto suposto comodismo e a enganosa noção de que “lidar com informática é muito fácil”, a maioria de seus usuários não é incentivada sequer a aprender o mínimo de segurança (para preservação de dados, em caso de pane ou “invasões”).

O Window$ VISTA é pior do que seu antecessor, já que até hoje, até quem instala “pirata”, salvo engano meu, ainda prefere o XP. E o VISTA veio para tentar superar brechas de segurança daquele outro, que era uma esponja de coisa ruim na net…
O "Seven" ainda não disse a que veio. É uma promessa; se verdadeira ou falsa, só o tempo dirá.

(Agora imagine um empresário ou usuário que queira o "Seven". Rodará em suas máquinas? Se rodar, os programas que hoje estão na versão atual do sistema será suportados pelo "novo"?)

Só quando passarmos a usar GNU Linux, a falar sobre GNU Linux, e a exigir de quem fabrica hardware e software soluções para o código aberto, deixaremos de falar que GNU Linux “é difícil”, deixaremos de jogar dinheiro e nossa liberdade no lixo; enfim, passaremos a nos sentir mais capazes, inteligentes, felizes e independentes – sem contar o permantente exercício de solidariedade, que é a participação em fóruns – coisas que não tem preço, ou seja, que estão muito longe da Microsoft.

Um comentário:

Anônimo disse...

Assim "calminha" a hu"mal"nidade.
Dos sistemas complexos para a simplicidade das formas.No entanto, chegará com "pressa" à hu"bem"nidade. É a sina.
Isso eu li nux artigo de jornal.