domingo, 27 de janeiro de 2008

MILTON e seus tons geniais...

Acabo de ouvir, no programa “Memória”, da Rádio Bandeirantes, uma entrevista com Milton Nascimento, de 1982.

Ele dizia que com sua arte procura fazer cada pessoa perceber que é realmente importante. Lembra que a vida é nosso presente precioso e considera que viver só em sofrimento não está com nada.

Mas como há gente desencantada, não?

Pudera. Com os estímulos que recebemos, vida só de alegrias não é vida deste mundo!

Ademais, temos que reconhecer o “lado bom” do sofrimento – bem assimilado, uma mola propulsora...

Mesmo quem alimenta muita esperança, paradoxalmente, sente muita impotência diante do desencanto de pessoas com facetas raras, verdadeiros presentes de Deus!

Esperançosos, desencantados, precisamos das luzinhas, da claridade, mas também conviver adequadamente com toda a fragilidade...

Nenhum comentário: